Magia de enxergar

O Catarata Zero é uma parceria entre a Prefeitura de Palmas e a senadora Kátia Abreu, que destinou recurso para a Saúde no valor de R$ 1.814.889,00, por meio de emenda parlamentar

A imensidão pode ser alcançada ao abrir dos olhos no amanhecer inevitável como a necessidade de respirar o invisível, de sentir o que está em nossa volta. O ato de enxergar possibilita caminhar sobre a luz entranhada na retina, refletindo a beleza e tristeza do mundo.

Sentir as córneas serem cobertas lentamente impõe o valor sobre a apresentação do que está a frente do nariz. O escuro não tem cor, permite apenas palpar e mentalizar a matéria surgindo em frente ao espelho ofuscado pelo cansaço da vida. Enxergar é sinônimo de nascer diariamente.

Na última terça-feira, 7, a população palmense que vive acometida pela catarata começou a ser atendida pelo Projeto Tocantins Catarata Zero, cujo objetivo é zerar a fila de espera dos pacientes afetados pela doença na Capital e em outros municípios. O Catarata Zero é uma parceria entre a Prefeitura de Palmas e a senadora Kátia Abreu, que destinou recurso para a Saúde no valor de R$ 1.814.889,00, por meio de emenda parlamentar.

Catarata

A catarata é tipificada pela intransparência do cristalino, lente natural dos olhos, situada atrás da íris. A patologia pode se manifestar tanto em um quanto nos dois olhos, ocasionar a diminuição da visão e em casos mais graves a perda. Segundo dados do Ministério da Saúde, a doença é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, acometendo principalmente a população idosa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que globalmente, ao menos 2,2 bilhões de pessoas têm uma deficiência visual ou cegueira. Desse montante estima-se que 1 bilhão tem uma deficiência visual que poderia ter sido evitada ou ainda não foi tratada, entre elas, miopia, hipermetropia e catarata.

Quais são sintomas e causas?

A pessoa afetada não consegue perceber a doença em sua fase inicial porque a catarata pode se apresentar através da alteração frequente do grau dos óculos, dores, sensação de visão embaçada ou dupla, enxergar as cores desbotadas, sensibilidade a luz e piora da miopia.

Entre os fatores que causam a catarata estão diabetes, cirurgia ocular anterior, exposição excessiva à luz solar, histórico familiar da doença, obesidade, pressão alta, tabagismo e outros. De toda forma, só o médico oftalmologista está apto analisar e sugerir os exames necessários para confirmação do diagnóstico.

A catarata tem cura?

O tratamento para cura da catarata é por meio de cirurgia substituir o cristalino por uma lente intraocular. O procedimento cirúrgico é de alta complexidade, porém, bastante seguro desde que o paciente siga as orientações pré e pós operatórias do médico oftalmologista.

Caso o paciente necessite da cirurgia nos dois olhos, não será possível a realização da duas de uma só vez. É preciso se recuperar da primeira cirurgia e aguardar o tempo que o cirurgião irá estabelecer para realização de um novo procedimento.

Marttha Franco Ramos, Secretária Executiva de Saúde de Palmas e Conselheira Federal de Farmácia

FAÇA SEU COMENTÁRIO