Polícia Federal prende acusados de comercializar drogas sintéticas em Palmas

Aproximadamente 14 Policiais Federais cumprem 3 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 4o Vara Criminal de Palmas

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (23) a Operação “Heinsemberg”, com o objetivo de combater o tráfico de substancias entorpecentes na capital Tocantinense. (continua abaixo)

Aproximadamente 14 Policiais Federais cumprem 3 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 4o Vara Criminal de Palmas, para cumprimento na capital.

A Polícia Federal apurou que os principais entorpecentes comercializados são o Ecstasy e o LSD, substâncias psicotrópicas sintéticas, derivadas da anfetamina, que são comumente comercializadas e consumidas em festas eletrônicas tendo seus principais consumidores pessoas de médio e alto poder aquisitivo.

Durante as investigações foram apreendidos aproximadamente 250 comprimidos de Ecstasy e 50 pontos de LSD, que seriam comercializados na capital, totalizando cerca de R$17 mil reais.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, ambos previstos na Lei 11.343/2006.

O nome da Operação “Heinsemberg” faz referência ao código utilizado pelos investigados para a comercialização das substâncias ilícitas.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os
envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

FAÇA SEU COMENTÁRIO