Novo Sistema de Gerenciamento Escolar modernizará processos e beneficiará rede estadual

O planejamento para o novo sistema foi feito pela Seduc em parceria com a ATI
A melhoria constante da educação pública no Tocantins é o principal foco do trabalho realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes. Dentro deste contexto, medidas como a renovação da frota do transporte escolar, a reestruturação de unidades de ensino e o suporte tecnológico para a gestão educacional dão mais condições para o fortalecimento do processo de ensino e aprendizagem. 
 
A rede estadual do Tocantins é, hoje, um dos maiores agregadores de pessoas no Estado, contando com um cenário de quase 170 mil estudantes, matriculados em 493 unidades de ensino, além de 20 mil servidores, entre professores, técnicos e gestores na sede da Pasta e nas 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE). 
 
Em um contexto tão abrangente, a gestão educacional necessita de aparatos tecnológicos para que possa ser eficiente e eficaz, melhorando os processos e gerando economia d
 
 
recursos públicos. 
 
Pensando nisso, a Seduc elaborou, em parceria com a Agência de Tecnologia da Informação (ATI), um plano de modernização para a melhoria contínua da educação pública do Estado. O conceito visa a implementação de um conjunto de ações tecnológicas, incluindo a implantação de software e a instalação de equipamentos que irão melhorar o gerenciamento das escolas e da gestão da educação estadual como um todo. 
 
O processo licitatório para a contratação da empresa que irá fornecer essas ferramentas está em andamento e o extrato da ata de registro de preços está  publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 22. Ao todo, serão investidos R$ 19.064.600,00 na execução do projeto, incluindo o fornecimento de dispositivos eletrônicos, serviços técnicos e licenças de aquisição perpétua de sistemas informatizados para implantação de plataforma de gerenciamento integrado de dados das unidades escolares da Seduc.
 
Sistema defasado
 
Cabe ressaltar que o atual Sistema de Gerenciamento Escolar (SGE) da Seduc foi implantado há 11 anos por meio de doação, pelo município de Palmas, na versão 1.0. Desde então, por não haver contrato com a empresa, não foi possível realizar melhorias e atualizações do sistema, o que ocasionou problemas internos no decorrer dos anos, como a perda dos diários dos professores em 2018, o que acarretou em prejuízos ao trabalho de milhares de docentes da rede estadual.
 
Novo sistema
 
Com o novo sistema, será possível reforçar a segurança no armazenamento dos dados e das informações acadêmicas  dos estudantes da rede estadual, realizar uma série de benefícios, entre eles: 
 
• Atualização da base cadastral de alunos das unidades escolares;
 
• Cadastro da biometria facial dos usuários;
 
• Utilização da base cadastral bem como da biometria facial cadastrada de cada aluno e servidor para realizar a gestão diária e efetiva da frequência;
 
• Por meio de sinais recebidos, ou não, do sistema de identificação, poder realizar alertas precoces devido à ausência do aluno na unidade escolar;
 
• Envio de alertas aos pais, ou responsáveis, e aos setores administrativos interessados, acerca da ausência na unidade escolar dos respectivos alunos;
 
• Economia quanto à alimentação escolar, pois o preparo será de acordo com o real quantitativo de presentes;
 
• Otimização do tempo efetivo de aula;
 
• Redução de uso de papel;
 
• Centralização das informações possibilitando uma melhor utilização e visualização dos dados;
 
• Módulos para gestão do transporte e da alimentação escolar. 
 
Reconhecimento facial
 
Com relação ao sistema de reconhecimento facial, a empresa contratada irá fornecer os subsídios necessários para a implantação do sistema, tanto nas escolas, quanto nos prédios administrativos da Educação. Para isso, será fornecida a licença perpétua para uso do sistema nas versões para computador e celular; os equipamentos necessários para o registro da presença por meio do reconhecimento facial; todo o serviço de instalação e configuração desses equipamentos; o treinamento, suporte técnico, atualizações, manutenções, customizações, integrações e hospedagem; e notificações aos usuários.  
 
Abrangência do sistema
 
O novo sistema contemplará a educação estadual em sua totalidade de alunos, servidores e estrutura física. No quadro abaixo, é possível ter uma dimensão da abrangência que o projeto tem.  
 

Quantidade

Descrição

180.000

Licença de uso por aluno

22.000

Licença de uso por servidor

1.378

Controlador inteligente para identificação e reconhecimento facial

1.378

Instalação dos equipamentos

1.378

Infraestrutura de comunicação TCP/IP e energia AC

1.378

Suporte técnico, manutenções corretiva e preventiva, customizações, integrações, hospedagem e treinamentos

 
A implantação do novo projeto de gerenciamento das escolas começa a partir do mês de novembro de 2020, após a assinatura do contrato. A partir daí, a empresa terá o prazo de 12 meses para a operacionalização do sistema, com a liberação das licenças, o desenvolvimento do software e a instalação de todo o equipamento necessário nas unidades de ensino e demais estruturas administrativas da Educação. Após esse prazo, o sistema ficará disponível permanentemente para uso da rede estadual de ensino.
 
Desta forma, o Governo do Tocantins, por meio da Seduc, objetiva introduzir o conceito de gestão inovadora e de alta qualidade no ensino público estadual, promovendo o acesso e a permanência, que garanta efetividade e desenvolvimento humano, aos alunos matriculados no ensino do Estado do Tocantins.
 
A Solução irá beneficiar diretamente os alunos matriculados na rede estadual de ensino, oferecendo-lhes um conceito de educação altamente organizado e gerenciado, dotado de uma eficiente tecnologia de gestão educacional. 

FAÇA SEU COMENTÁRIO