O homem de 56 anos foi capturado quando se encontrava em sua residência, localizada no setor Berta Ville, região sul de Palmas.

14/06/17 10:12 Foto: Divulgação

Polícia Civil prende homem suspeito por estupro de vulnerável em Palmas

 

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Interestadual de Polinter e Capturas, prendeu, na tarde desta terça-feira, 13, em Palmas, Wellington Aguiar Silva, 56 anos, suspeito de praticar crime de estupro de vulnerável. Ele foi capturado quando se encontrava em sua residência, localizada no setor Berta Ville, região sul de Palmas.



Conforme o delegado Reginaldo de Menezes Brito, titular da Polinter e responsável pelo caso, as investigações foram iniciadas pela Polícia Civil após o recebimento de denúncias de que, em janeiro de 2106, o indivíduo teria abusado sexualmente de uma sobrinha de apenas cinco anos de idade.



Durante os trabalhos investigativos, os policiais civis constataram a veracidade das informações e, desta maneira, foi representado junto ao Poder Judiciário, pelo mandado de prisão preventiva do acusado, o qual foi deferido e cumprido, na tarde desta terça-feira.



Conforme o delegado, Wellington Aguiar é suspeito de ser o autor de outros abusos sexuais. “Há indícios de que o suspeito preso tenha cometido esse mesmo tipo de crime em desfavor de outros dois sobrinhos, no entanto, as investigações continuam a fim de esclarecer a verdade dos fatos”, ressaltou o delegado.



O acusado foi conduzido à sede da Polinter para os procedimentos cabíveis e, em seguida, recolhido à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

Compartilhe

RELACIONADAS

PM frustra tentativa de furto a supermercado em Pedro Afonso

Tentativa de furto desastrada a um supermercado resultou na prisão de um homem de 21 anos e na apree

Personal Trainer é assassinado na porta de casa em Palmas

Thiago Fortes Reis, de 28 anos, levou quatro tiros e morreu na porta da sua residência, na 106 norte

Mulher é presa em Palmas suspeita de praticar estelionato

Luanny usava nome falso e mantinha um relacionamento virtual com um homem de São Luís com o intuito

Deixe seu comentário