Encontro ocorreu no Palácio Alvorada, em Brasília, quando governadores de 14 estados discutiram o refinanciamento das dívidas.

16/06/17 08:48 Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

Marcelo Miranda defende alongamento de dívida com BNDES durante encontro com Michel Temer

 

O refinanciamento da dívida do Tocantins com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi uma das principais defesas feitas pelo governador Marcelo Miranda, durante encontro com o presidente Michel Temer, nessa terça-feira, 13, em Brasília. Participaram da reunião, no Palácio da Alvorada, outros 15 governadores, ministros, senadores e o presidente do BNDES, Paulo Rabello Castro.



Marcelo Miranda propôs o alongamento da dívida relativa à execução do Proinveste (Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal) no Tocantins. A operação de crédito, no valor de R$ 553,3 milhões, foi contratada pelo Governo do Estado em 2012. O prazo para o pagamento é até dezembro de 2033. Atualmente, essa dívida corresponde a R$ 471 milhões.



“O presidente Michel Temer mostrou-se muito interessado em ajudar os estados na questão das dívidas com o BNDES. O novo presidente do Banco, Paulo Rabello de Castro, deverá montar um cronograma de atendimento para esses refinanciamentos, e possíveis novos créditos, até porque essas são demandas não somente do Tocantins, mas de outros estados brasileiros. Percebemos o empenho do Governo Federal em nos atender, nesta, e em outras demandas levantadas”, disse o governador.



Os recursos do Proinveste têm o objetivo de implementar projetos de infraestrutura de transporte. Além desta, o Tocantins tem firmadas outras duas operações de crédito com o Banco, passíveis de parcelamento: o Programa Emergencial de Financiamento I (PEF I) e o Programa Emergencial de Financiamento II (PEF II), contratadas em 2009 e em 2010, respectivamente.



Há uma expectativa de que o BNDES conceda dez anos de acréscimo para o pagamento das operações com os estados. Marcelo Miranda acredita que com o alongamento das dívidas o Tocantins ganhará em fluxo de caixa, o que “possibilitará a realização de novos investimentos”, concluiu o governador.

 

Compartilhe

RELACIONADAS

Técnicos recebem recomendações para a temporada de praia

As praias contempladas com o projeto são de Caseara, Xambioá, Araguatins, Peixe, Tocantinópolis e Pe

Marcelo Miranda recebe alta hospitalar

O Governador recebeu alta hospitalar na manhã desta segunda, 30, após ter sido internado, no domingo

Assembleia cobra mais transparência do Governo para autorizaração de empréstimos

Obras serão realizadas com recursos provenientes dos empréstimos de R$ 453 milhões junto à Caixa Eco

Deixe seu comentário