Estoque Regulador do Estado, onde ficam armazenados materiais e medicamentos destinados a atender as unidades de saúde

08/08/17 16:35 Foto: Nielcem Fernandes / Sesau

Estado supre 85% de abastecimento de materiais e medicamentos destinados as unidades de saúde

 

O governador Marcelo Miranda acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, e comitiva estiveram durante toda a manhã desta terça-feira, 08, visitando unidades da Secretaria de Saúde. Um dos locais visitados e vistoriados pelo governador foram os prédios do Estoque Regulador do Estado, onde ficam armazenados materiais e medicamentos destinados a atender as unidades de saúde. Atualmente, o Estoque Regulador supre 85% de abastecimento de materiais e medicamentos necessários nas unidades hospitalares.

 

“Nós já estivemos aqui antes e a situação era bem diferente. Hoje o que vemos é resultado de planejamento e de comprometimento de toda equipe da Saúde. Nos próximos meses a meta é chegar a 90% de abastecimento e isso é motivo para nos alegrar, porque tudo resulta no bom atendimento ao paciente. Aproveito para convidar as pessoas para virem conhecer o Estoque, saberem como funciona, e verem como a realidade hoje é outra”, disse o governador.

 

Em 2015, o governador Marcelo Miranda determinou a implantação de um sistema de padronização de medicamentos, que por meio da série histórica do consumo de cada hospital possibilita a compra correta. O superintendente de Aquisições, Estratégia e Logística da Secretaria de Saúde, Afonso Piva de Santana, destacou o trabalho de reorganização do serviço e informou que a Padronização de Medicamentos da Rede Hospitalar Estadual no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) tem reduzido custos na aquisição de medicamentos e de manutenção, simplificado as rotinas de aquisição e possibilitado maior controle de estoque na Secretaria de Estado da Saúde.

 

 “O nosso principal trabalho foi reorganizar o estoque por endereçamento e adequar a logística. O estoque controla se o hospital está utilizando corretamente os medicamentos por meio de nuvem e ferramentas de informatização. Hoje temos 85 % do estoque abastecido e somos referência no que diz respeito a controle. Todo pedido é feito via sistema, o que garante economia aos cofres públicos e segurança para o paciente”, explicou.

 

 

Vigilância em Saúde do Estado

 

Durante a manhã, a comitiva também esteve no prédio onde funciona a Vigilância em Saúde, que passou por adequação estrutural. No novo espaço agora há um mezanino que amplia a área onde estão localizados o Laboratório de Informática e o Núcleo de Informação de Vigilância em Saúde.

 

“Neste espaço são trabalhadas as informações de saúde, conseguimos ampliar o acesso dos municípios a informação, e a Secretaria de Saúde consegue monitorar melhor os agravos e trabalhar na prevenção de várias doenças, contribuindo ainda mais para a qualidade de vida da população tocantinense”, disse a diretora estadual de Gestão da Vigilância em Saúde, Luciana Ferreira.

 

Com a adequação feita no prédio, cada área técnica, agora, fica em um específico andar, o que melhora o fluxo de trabalho e consequentemente as condições de trabalho para aperfeiçoamento das ações de saúde.

Compartilhe

RELACIONADAS

Hospital Municipal de Araguaína pode ter que rejeitar pacientes

Informação foi repassada pelo secretário da Saúde municipal, Jean Coutinho, que acusa Sesau de calot

Preço do botijão de gás deve aumentar nos próximos dias

O valor médio do botijão de 13kg no estado, varia de R$ 75 a R$ 77.O aumento no Tocantins deve chega

Estado oferece serviços especiais a pessoas com Síndrome de Down

Nos centros de reabilitação os pacientes contam com enfermeiro, nutricionista, fonoaudiólogo, psicól

Deixe seu comentário