Estoque Regulador do Estado, onde ficam armazenados materiais e medicamentos destinados a atender as unidades de saúde

08/08/17 16:35 Foto: Nielcem Fernandes / Sesau

Estado supre 85% de abastecimento de materiais e medicamentos destinados as unidades de saúde

 

O governador Marcelo Miranda acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, e comitiva estiveram durante toda a manhã desta terça-feira, 08, visitando unidades da Secretaria de Saúde. Um dos locais visitados e vistoriados pelo governador foram os prédios do Estoque Regulador do Estado, onde ficam armazenados materiais e medicamentos destinados a atender as unidades de saúde. Atualmente, o Estoque Regulador supre 85% de abastecimento de materiais e medicamentos necessários nas unidades hospitalares.

 

“Nós já estivemos aqui antes e a situação era bem diferente. Hoje o que vemos é resultado de planejamento e de comprometimento de toda equipe da Saúde. Nos próximos meses a meta é chegar a 90% de abastecimento e isso é motivo para nos alegrar, porque tudo resulta no bom atendimento ao paciente. Aproveito para convidar as pessoas para virem conhecer o Estoque, saberem como funciona, e verem como a realidade hoje é outra”, disse o governador.

 

Em 2015, o governador Marcelo Miranda determinou a implantação de um sistema de padronização de medicamentos, que por meio da série histórica do consumo de cada hospital possibilita a compra correta. O superintendente de Aquisições, Estratégia e Logística da Secretaria de Saúde, Afonso Piva de Santana, destacou o trabalho de reorganização do serviço e informou que a Padronização de Medicamentos da Rede Hospitalar Estadual no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) tem reduzido custos na aquisição de medicamentos e de manutenção, simplificado as rotinas de aquisição e possibilitado maior controle de estoque na Secretaria de Estado da Saúde.

 

 “O nosso principal trabalho foi reorganizar o estoque por endereçamento e adequar a logística. O estoque controla se o hospital está utilizando corretamente os medicamentos por meio de nuvem e ferramentas de informatização. Hoje temos 85 % do estoque abastecido e somos referência no que diz respeito a controle. Todo pedido é feito via sistema, o que garante economia aos cofres públicos e segurança para o paciente”, explicou.

 

 

Vigilância em Saúde do Estado

 

Durante a manhã, a comitiva também esteve no prédio onde funciona a Vigilância em Saúde, que passou por adequação estrutural. No novo espaço agora há um mezanino que amplia a área onde estão localizados o Laboratório de Informática e o Núcleo de Informação de Vigilância em Saúde.

 

“Neste espaço são trabalhadas as informações de saúde, conseguimos ampliar o acesso dos municípios a informação, e a Secretaria de Saúde consegue monitorar melhor os agravos e trabalhar na prevenção de várias doenças, contribuindo ainda mais para a qualidade de vida da população tocantinense”, disse a diretora estadual de Gestão da Vigilância em Saúde, Luciana Ferreira.

 

Com a adequação feita no prédio, cada área técnica, agora, fica em um específico andar, o que melhora o fluxo de trabalho e consequentemente as condições de trabalho para aperfeiçoamento das ações de saúde.

Compartilhe

RELACIONADAS

Abertas inscrições para o ProUni do segundo semestre de 2016

Para participar o candidato deve ter realizado o Enem de 2015, e ter obtido no mínimo 450 pontos.

Defensoria Pública empossa novo conselheiro

O defensor público Elson Stecca foi empossado como membro do Conselho Superior da Defensoria Pública

Reintegração de posse em Palmeirante é adiada a pedido da defensoria

A área indicada para reintegração já estava consolidada como comunidade contanto com energia elétric

Deixe seu comentário