De acordo com a denúncia apresentada pelo MPE, Francisco foi casado 13 anos com a vítima, mas estavam separados há quatro anos, período em que manteve ameaças contra sua ex-esposa.

11/08/17 10:48 Foto: Reprodução Web

MPE obtém primeira condenação por feminicídio em Ponte Alta

 

Em sessão do Tribunal do Júri realizada nesta quinta-feira, 10, em Ponte Alta, o Ministério Público do Estadual (MPE) obteve a primeira condenação na Comarca pelo crime de feminicídio, ou seja, quando o crime é cometido contra mulher por razão da condição do sexo. Francisco Gonçalves da Silva foi condenado a mais de 14 anos de prisão pela tentativa de assassinato da sua ex-companheira, Maria Rodrigues dos Santos, no ano de 2015.

 

 

De acordo com a denúncia apresentada pelo MPE, Francisco foi casado 13 anos com a vítima, mas estavam separados há quatro anos, período em que manteve ameaças contra sua ex-esposa. No dia dos fatos, o réu apareceu na casa de sua ex-esposa logo pela manhã, armado com um facão e uma faca e começou a tentar esfaqueá-la. Ela tentou se defender, mas sofreu vários cortes no pescoço e nariz. Os filhos acordaram e tentaram conter o pai, o que fez com que eles brigassem. Com isso a vítima conseguiu fugir para a casa da vizinha, com vários cortes.

 

 

As teses apresentadas pelo Promotor de Justiça Leonardo Ateniense foram reconhecidas pelos jurados, restando ao Juiz de Direito aplicar a pena de 14 anos e quatro meses de prisão.

 

 

 

(Com informações do MPE/TO)

Compartilhe

RELACIONADAS

PM prende criminosos por roubo em Palmas

Indivíduos foram presos suspeitos por cometerem roubo a transeuntes, na noite desta quarta-feira, 22

PM apreende mais de 140 quilos de pescado irregular em Porto Nacional

A multa para esse crime variam de R$ 700 a R$ 100 mil reais sendo o autor responsabilizado em proces

Assaltantes usam pistola de vacinar animais para praticar roubo

O objeto foi apreendido em posse de um homem de 28 anos e um menor de 17 em Augustinópolis.

Deixe seu comentário