O prazo é de até 10 dias, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00

11/01/18 16:40 Foto: Divulgação

Justiça determina urgência no fornecimento de água no município Pequizeiro

O juiz Fábio Costa Gonzaga, respondendo pela Comarca de Colméia, determinou, nesta quinta-feira (11/1), que a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), regularize o fornecimento de água na cidade de Pequizeiro.

 

O prazo é de até 10 dias, sob pena de multa diária de R$ 1 mil. A falta do recurso hídrico na região continua mesmo no período chuvoso e o município está em estado de calamidade desde junho de 2017.

 

Conforme a decisão, caso persista “a falta do recurso, existencial haverá eminentes prejuízos à qualidade de vida dos moradores daquela cidade”. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, “as empresas são obrigadas a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais, contínuos”.

 

Para o magistrado, a situação tem causado prejuízo aos cidadãos, pois é de responsabilidade da companhia de água prestar um serviço contínuo à comunidade, por se tratar de um bem que é essencial a vida. “Pela constrangedora e vexatória experiência de não ter água em sua residência para suprir as necessidades básicas e de sobrevivência”, asseverou o juiz.

 

Compartilhe

RELACIONADAS

Novas regras para rotativo do cartão de crédito valem a partir desta segunda

Os consumidores que não conseguirem pagar integralmente a tarifa do cartão de crédito só poderão fic

Estado disponibiliza preservativos para atender municípios no período de Carnaval

Em 2016, foram notificados 85 casos novos de Aids. A meta é ampliar cada vez mais o acesso aos prese

Bombeiros alertam para o aumento no número de afogamentos

Número de afogamentos é preocupante se comparado ao mesmo período do ano anterior. Principais causa

Deixe seu comentário