Cenário político está muito movimentado em 2019

Valdemar Júnior está no olho do furacão com relação a funcionários fantasmas em seu gabinete

Giro
O mundo político anda chacoalhando esse início de ano.

Servidores
Primeiro foi a exoneração de mais de 17 mil servidores contratados e suas consequências, que mesmo após a recontratação de parte do pessoal, continuam sendo sentidos pela população, principalmente na área da Saúde.

Cassação
Depois veio o pedido do Ministério Público Federal para que Mauro Carlesse (PHS) e Wanderlei Barbosa tenham os seus mandatos cassados pela Justiça, por causa das exonerações.

Câmara
Em seguida foi a briga entre a nova e a antiga presidência da Câmara de vereadores, na qual a primeira disse ter deixado R$ 1,2 milhão em caixa, enquanto a segunda disse ter herdado uma dívida de quase R$ 4 milhões.

Crime
Na semana passada foi a vez do vice-prefeito de Novo Acordo, Letim Leitão ser acusado de mandar matar o prefeito da cidade, Dotozim (MDB), em um suposto desentendimento na divisão de R$ 800 mil em desvio de verbas.

Caolho
O prefeito sobreviveu, mas perdeu a visão do olho direito, atingido por um dos três tiros contra seu corpo.

Depoimento
A polícia agora aguarda a alta de Dotozim para interroga-lo e tentar esclarecer de uma vez por todas o crime.

Disputa
As próximas semanas também prometem ser movimentadas com a disputa pela presidência da Assembleia Legislativa cada vez mais quente.

Polarizada
Enquanto Toinho Andrade (PHS) desponta como favorito do Governo do Estado, a atual presidente Luana Ribeiro (PSDB) vem ganhando força, apontando para uma disputa polarizada entre os dois nomes.

Facilidade
Seja qual for o resultado o Palácio Araguaia não deve ter grandes problemas para emplacar os seus projetos no Legislativo este ano, uma vez que Luana Ribeiro foi uma das maiores auxiliares do Governo Mauro Carlesse (PHS) quando o mesmo estava no mandato tampão.

Valdemar
O deputado Valdemar Júnior (MDB) também está cada dia mais enrolado com as investigações sobre funcionários fantasmas em seu gabinete.

Buscas
No início da semana passada a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão em dois endereços ligados a Valdemar.

Colegas
As investigações também avançam em direção a outros gabinetes, inclusive o da presidência da AL, segundo os próprios delegados.

FAÇA SEU COMENTÁRIO