Interporto: Um grande time a beira do abismo

Atualmente, a equipe do Interporto está totalmente largada e sem nenhuma oportunidade de crescer, pois está desleixada pelo poder público

Caros leitores, não estamos mudando o foco do artigo que é sobre política, muito pelo contrário, o esporte, principalmente o futebol depende muito da política e dos políticos, o que não pode acontecer é a política e os políticos dependerem do esporte e do futebol, mas uma situação que está acontecendo com a equipe do Interporto da cidade de Porto-Nacional é muito preocupante. O time de Porto é referência para todo o estado do Tocantins, pela suas histórias, conquistas e títulos. Atualmente, a equipe do Interporto está totalmente largada e sem nenhuma oportunidade de crescer, pois está desleixada pelo poder público. O Prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia, não é obrigado a gostar de esporte, mas o que Joaquim vem fazendo em não ajuntar praticamente em nada o time que é representante da cidade nas competições, é inadmissível. Não adianta o Prefeito vir com a desculpa que a prefeitura está passando por uma situação financeira difícil, isso é conversa “clichê.

Porto Nacional reúne grandes empresários, diante disso o Prefeito Joaquim Maia, poderia fazer uma parceria dentro da legalidade para ajudar o time do Interporto, pois comparando a situação esportiva de hoje e do passado, percebe-se uma regressão vasta. Na ocasião, saliento e recordo do mandato de Ontoniel Andrade enquanto Prefeito da cidade Portuense, pois a equipe do Interporto tinha uma das melhores estruturas do estado, uma competitividade indiscutível, conquistando assim diversos títulos. Ontoniel, não fizera milagres, mas era e ainda é um grande administrador. Outro exemplo de comparação com a realidade atual, fora o papel que o Deputado Estadual Antônio Andrade enquanto presidente do Interporto, fez com que o mesmo alavancasse e chegasse ao nível de exatidão. O Deputado controlou o time com muita honestidade e com a parceria de grandes empresários e a população de Porto Nacional.

Quero lembrar a Joaquim Maia, que quem está fazendo algum milagre é o atual Presidente do Interporto, Elio de Freitas, conhecido como Baiano, contando com ajuda do Vice Presidente Léo Almeida, um dos maiores comunicadores de rádio em Porto Nacional. Esse colunista pergunta para o prefeito Joaquim Maia: Como será que eles estão administrando o Interporto sem dinheiro, sem uma receita confirmada para todo o mês? Acaso não tiveres respostas, irei arrogar em falar que tudo está sendo feito pautado em credibilidade, honestidade e principalmente com ajuda da população de Porto Nacional e empresários que são verdadeiros desportistas.

O prefeito Joaquim Maia não pode confundir os seus adversários políticos com o Interporto, o time não e de ninguém, mas sim um patrimônio da cidade. Com essa atitude de não ajudar a equipe do time, Maia não está atingindo seus adversários políticos, mas sim prejudicando a população de Porto Nacional, principalmente aquelas pessoas que confiaram em você Prefeito e depositaram seus votos para te eleger à prefeitura de Porto Nacional, uma das cidades mais importantes do estado do Tocantins. Pense bem e olhe melhor para os desportistas e o esporte de Porto Nacional. Ser é ousar ser Joaquim Maia!

FAÇA SEU COMENTÁRIO