PREFEITOS SE UNEM À CARLESSE

O presidente da ATM, prefeito Jairo Mariano (PDT) convocou uma reunião com os prefeitos para discutirem o destino dos 600 milhões

 

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Carlesse já se manifestou e disse que os 50 milhões destinados para a Assembleia, oriundo do empréstimo solicitado pelo Governados na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, em torno de 600 milhões não irão para a construção do Anexo da Casa. Carlesse tem certeza que os 139 municípios estão necessitando muito mais. Com essa atitude de Carlesse, o presidente da ATM, prefeito Jairo Mariano (PDT) convocou uma reunião com os prefeitos para discutirem o destino dos 600 milhões, todos aprovaram a atitude do deputado Mauro Carlesse em destinar os 50 milhões aos municípios. Nessa reunião, o deputado estadual Wanderley Barbosa fez uma proposta concreta para a reordenação dos recursos, ele sugeriu que o governo siga o exemplo da Assembleia e destine 50 milhões para distribuir igualmente entre todas as cidades tocantinenses.

 

Caros leitores, as reclamações foram muitas entre todos os prefeitos; eles estão cobrando do governo o motivo do Sudeste estar tão abandonado. Afinal de contas, governador, Taguatinga; Natividade; Taipa; Porto Alegre; entre outros, estão abandonados, não podemos esquecer da região do Jalapão, que também está abandonada. Jalapão é o maior e principal polo ecoturístico que nós temos. Será, governador, que estes municípios não fazem parte do nosso Estado ou essas cidades estão localizadas no Japão?!

 

Este colunista gostaria de entender o motivo do Governo do Estado querer aplicar cerca de 40 milhões na duplicação do trecho da Rodovia TO-222, entre Araguaina e o distrito de Novo Horizonte; esta obra, com certeza, não é de extrema urgência, é isso que não dá para entender. Essa verba, se fosse aplicada nos municípios do sudeste, na região do Jalapão ou no Bico do Papagaio, com certeza faria diversas e inúmeras obras.

 

Nesta reunião dos prefeitos, o governo foi representado pelo secretário de articulação política, João Emídio, segundo a avaliação feita pelo secretário, a reordenação dos investimentos e obras, atrasaria aprovação do empréstimo e a execução do mesmo. Secretário, João Emídio, com todo o respeito que tenho pelo seu passado político e do atual cargo que você exerce, não podemos concordar; sejamos coerentes e sensatos com a população. É só o governo querer beneficiar os 139 municípios, que Carlesse coloca a solicitação feita pelo governador, para ser aprovada os 600 milhões; o deputados, secretário, querem o bem do povo tocantinense.

 

Nós temos que deixar bem claro para os leitores, que o governo tinha a certeza de que a Assembleia iria aprovar a solicitação do empréstimo de 600 milhões da noite para o dia, como era feito. Mas o deputado Mauro Carlesse sempre foi e sempre será muito preocupado com todos os municípios, ele sabia que se o empréstimo fosse votado em toque de caixa, muitos municípios seriam prejudicados. Carlesse tem certeza que com a ajuda dos prefeitos e da população, todos irão discutir as obras prioritárias e com certeza fazer justiça na aplicação dos recursos.

 

Caros leitores, todos nós sabemos que o Governo do Estado está com um desgaste muito grande com toda a população, se o governador quer realmente ajudar todos os 139 municípios, tem que procurar o presidente da Assembleia para um diálogo, essa conversa tem que ser aberta para toda a população do nosso Estado, pois Carlesse preocupa com os 139 municípios, ele não escolhe as cidade que possuem o  maior número de eleitores para serem beneficiadas e depois descriminar os demais municípios, todas as cidades do Tocantins devem ser tratadas da mesma forma; o desenvolvimento e o crescimento são para toda a população.

 

Vamos deixar Carlesse trabalhar, o homem só quer o crescimento e o desenvolvimento do Tocantins!

FAÇA SEU COMENTÁRIO