Tocantins tem primeira morte suspeita de ter sido causada pelo novo coronavírus

Morte de caminhoneiro ainda depende do resultado dos exames para ser confirmado como tendo sido causado pela doença

Um caminhoneiro gaúcho de 55 anos que deu entrada em Silvanópolis e foi encaminhado para Porto Nacional faleceu ontem com "síndrome respiratória aguda, classificada como moderada", ele era diabético e tinha pressão alta. (continua abaixo)

O homem, que não teve o nome divulgado, havia sido transferido para Porto Nacional, onde ficou em isolamento e seria encaminhado ontem mesmo para o Hospital Geral de Palmas, mas teve um agravamento súbito do quadro respiratória e faleceu.

As autoridades de saúde coletaram material do paciente e agora aguardam os resultados para confirmar ou descartar a morte por Covid-19.

Em nota a Secretaria da Comunicação do Estado do Tocantins confirmou as informações através de nota da Secretaria Estadual da Saúde. Confira:

Nota de esclarecimento

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que investiga a morte suspeita por Covid-19 de um homem, 55 anos, caminhoneiro, residente do Rio Grande do Sul.

O paciente, diabético, estava há cerca de 20 dias de passagem no Tocantins. Por três dias, ele apresentou tosse, febre e desconforto respiratório, mas não buscou atendimento médico.

Apenas na manhã do último sábado, 21, compareceu em unidade de Saúde de Silvanópolis, sendo transferido para o Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN), onde recebeu atendimento da equipe multidisciplinar e ficou em uma ala isolada na unidade, recebendo suporte por meio de oxigênio.

Com uma piora súbita em seu quadro na noite deste sábado, o paciente foi entubado e sua transferência para o Hospital Geral de Palmas (HGP) foi solicitada, mas o paciente não resistiu e veio a óbito ainda na unidade

A SES informa que as amostras do paciente haviam sido colhidas pelo Município de Silvanópolis, uma vez que o quadro estava dentro dos critérios pra casos suspeitos do novo coronavírus e o mesmo havia sido listado no último boletim de acompanhamento divulgado por esta Secretaria.

Amostras foram colhidas para investigação do caso e o Município de Silvanópolis fará monitoramento das pessoas que estiveram em contato com o paciente antes de sua internação e repassará as informações pertinentes para o Cievs, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Tocantins.

Palmas, 22 de março de 2020.
Secretaria de Estado da Saúde
Governo do Tocantins

FAÇA SEU COMENTÁRIO