Após tomar sete prefeitos do PSB, Ataídes afirma que continua aliado de Amastha

Ataídes comandou o evento que contou com a presença do prefeito de São Paulo, João Dória

Após anunciar a filiação de 20 prefeitos no PSDB, dos quais sete do PSB, partido presidido pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha, o senador Ataídes Oliveira disse que vê as mudanças com normalidade. "É claro que causa contrariedade [em Amastha]. Isso é fato. Mas eu tenho uma amizade de longa data com o prefeito Amastha e no decorrer da estrada as abóboras vão se acomodar"

 

Segundo o senador a relação com Amastha está ótima, mesmo após a desfiguração do PSB, que ficou com dois prefeitos no Tocantins. "A minha relação com o Prefeito [Carlos Amastha] está ótima, sem problema. Na política tem muita vaidade, as vezes o egoísmo fala muito mais alto, mas o prefeito Amastha sabe que eu sou um admirador dele de longa data. Estamos conversando e vamos conversar mais sobre 2018. O prefeito agora está preocupado com a administração da capital", afirmou.

 

Ataídes disse ainda que pretende chegar até as eleições de 2018 com nada menos que 40 prefeitos, 15 a mais do que o partido terá após as filiações já anunciadas e que apesar de ser o presidente da sigla no Tocantins ele vai criar um "conselhão" para decidir de forma colegiada os rumos do partido. "Eu não decidirei nada sozinho. O partido decidirá democraticamente através do conselhão.

 

Questionado sobre a sua pré-candidatura, Ataídes defendeu a união entre várias siglas, citando ainda os senadores Vicentinho Alves (PR) e Kátia Abreu. "Nós estamos conversando com diversas lideranças, de modo que o meu nome está à disposição, mas não será imposto. Esse grupo ainda vai crescer bastante, tanto com novas filiações como aliados e certamente dele vai sair o próximo gestor do Tocantins", disse o senador.

FAÇA SEU COMENTÁRIO