Sintet promove corrida de rua para arrecadar alimentos para professores que tiveram o ponto cortado

As provas acontecem no próximo domingo, 15.

Laiane Vilanova

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) irá promover, no próximo domingo, 15, uma corrida de rua e caminhada em prol dos professores que tiveram seus pontos cortados devido a adesão a greve. O movimento grevista dos profissionais em educação do município teve início no dia 5 de setembro e durou cerca de vinte dois dias. Após a justiça do Tocantins considerar a greve abusiva, a prefeitura decidiu por cortar o ponto dos trabalhadores que aderiam ao movimento.


Segundo informou o sindicato, por conta do corte de ponto alguns professores ficaram sem dinheiro até para se alimentar com a família, por isso, o Sintet resolveu promover uma campanha solidária para ajudar esses trabalhadores. "O significado dessa corrida é justamente arrecadar alimentos (...) onde os alimentos arrecadados vão poder beneficiar mais de mil trabalhadores da educação, que tiveram seus pontos cortados, e que gerou um impacto na alimentação desses" informou o presidente regional do Sindicato, Fernando Pereira.


A corrida faz parte da campanha "Servidor sem salário tem fome" que mantem pontos de coleta de alimentos em diversos estabelecimentos espalhados na cidade. As provas serão divididas em corrida de rua com percuso de 6 km e caminhada, com um percuso de 3 km. As inscrições estarão sendo realizadas no local do evento mediante a entrega de 2 kg de alimentos não perecíveis. Com isso, o Sindicato pede a todos os atletas que cheguem com no mínimo uma hora de antecedência.


A largada está prevista para acontecer às 18:00, com saída do estacionamento da Assembleia Legislativa, na Praça dos Girassóis. A corrida também comemora o Dia dos Professores.

FAÇA SEU COMENTÁRIO