Justiça bloqueia mais de R$ 4,5 milhões de envolvidos na 'Máfia do Jaleco'

Nove dos 11 médicos com mandado de prisão temporária já foram detidos pela Polícia Federal, dois continuam foragidos

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 4.542.234,52 dos suspeitos de estarem envolvidos do que está sendo chamada de "Máfia do Jaleco", na qual, segundo a Polícia Federal, médicos e empresários se organizaram para fraudar licitações, SUS e Plano de Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Plansaúde).

O maior valor bloqueado é do Cardiologista Carlos Alberto Figueiredo Novo, que totaliza mais de R$ 1,38 milhão, em dois bloqueios, um de R$ 701 mil e outro de R$ 684 mil. Ele é seguido pelo também cardiologista Genildo Ferreira Nunes, com quase R$ 1 milhão bloqueados.

Lista completa

Carlos Alberto Figueiredo Novo - R$ 1.386.254,15

Genildo Ferreira Nunes - R$ 965.884,39

Andrés Gustavo Sanches Estevão - R$ 523.977,58

Ibsen Suetônio Trindade - R$ 520.315,00

Fábio Dayala Valva - R$ 409.709,00

Marco Aurélio Vilela Borges de Lima - R$ 311.382,10

Silvio Alves da Silva - R$ 129.405,80

Leandro Richa Valim - R$ 73.520,00

Fernando Motta - R$ 72.440,00

Juan Fernando Terrones Carceres - R$ 61.295,50

Antônio Fagundes da Costa Júnior - R$ 53.600,00

Charlston Cabral Rodrigues - R$ 37.364,00

FAÇA SEU COMENTÁRIO