Polícia Federal deflagra operação para prender laranjas e testas de ferro em Palmas

Policiais federais estão cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão em Palmas

Três mandados de prisão temporária e outros quatro de busca e apreensão estão sendo cumpridos na manhã desta terça-feira, 1º de outubro, em Palmas pela Polícia Federal. Trata-se de uma operação para desarticular uma suposta organização criminosa suspeita de desvio de recursos públicos e de lavagem de dinheiro por meio de laranjas e testas de ferro durante as administrações do ex-governador Marcelo Miranda, que está preso no Quartel do Comando Geral desde a última quinta-feira, dia 28. A ação foi chamada de Urutau. (continua abaixo)

De acordo com a Polícia Federal, essa nova investigação é um desdobramento da Operação Reis do Gado, deflagrada pela PF em 2016. A suspeita é de que o grupo tenha desviado mais de R$ 50 milhões em contratos públicos ligados a empresas.

São aproximadamente 15 policiais cumprindo os mandados expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas.

O grupo também é suspeito de lavar esses recursos, falsificando documentos e utilizando-se de empresas em nome de laranjas ou testas de ferro.

O nome da operação faz referência ao pássaro urutau, conhecido como o rei da camuflagem. (com informações do G1 Tocantins)

 

FAÇA SEU COMENTÁRIO