Araguaína Mais Ambiente incentiva plantio de mudas em trote solidário

As mudas foram doadas pela Prefeitura de Araguaína e produzidas no Viveiro Municipal. Entre elas estão jatobá, sucupira, bacaba, e o símbolo nacional pau brasil

O Programa Araguaína Mais Ambiente segue incentivando a arborização urbana. Nessa quarta-feira, 20, calouros da Faculdade de Ciências do Tocantins (FACIT) plantaram mais de 100 mudas de espécies nativas no canteiro central da Avenida Tocantins, no setor Araguaína Sul 2. A atividade serviu como trote solidário para os acadêmicos da instituição.
 
As mudas foram doadas pela Prefeitura de Araguaína e produzidas no Viveiro Municipal. Entre elas estão jatobá, sucupira, bacaba, e o símbolo nacional pau brasil. “Neste ano, até o final de dezembro, teremos plantado mais de 10 mil árvores. É muito importante ter o envolvimento da comunidade e outras instituições para trabalharmos juntos pelo meio ambiente”, afirmou o secretário municipal do Meio Ambiente, Júnior Marzola.
 
Segundo o coordenador do curso de Direito da Facit, Maicon Tauchert, a atividade é parte do Projeto Plantar e Cuidar, criado em 2012. “A gente precisa se entender como meio, tem responsabilidade ambiental. Por isto, o trote solidário tem a intenção de despertar essa consciência”, contou. Desde o início, há sete anos, já foram plantadas cerca de 10 mil árvores; este foi o primeiro plantio em parceria com a Prefeitura.
 
As calouras do curso de medicina veterinária Ana Paula Araújo Reis, de 17 anos, e Ana Vitória Lima Miranda, 18 anos, plantaram uma árvore pela primeira vez na vida. “Eu fiquei orgulhosa. Quando estiver grande vou passar aqui para poder falar ‘foi eu que plantei’”, contou Ana Paula.
 
Envolvimento da comunidade
Além de plantar, os alunos percorreram as casas que margeiam a Avenida Tocantins para envolver os moradores no plantio. “É um gesto de integração, para que cada um acolha uma árvore. Durante o período da chuva elas precisarão de menos cuidados, mas na estiagem é preciso atenção para que não morram”, orientou o coordenador municipal de Educação Ambiental, Tibério Dias.
 
O casal Rogério Rocha e Maria de Jesus, 43 e 42 anos, foram dois dos moradores que assumiram a responsabilidade de cuidar das novas árvores. “A gente já até plantou seis árvores aqui, Cajueiro e Mangueira. É um lugar que a gente gosta de vim no final da tarde, pegar uma sombra. Pode deixar que, as que estão mais perto de casa, eu vou cuidar”, falou Rogério.
 
Recuperação e educação
Além do plantio nos canteiros e calçadas, a Prefeitura de Araguaína realiza o controle de manejo de nascentes, com cerca de 140 olhos d’água já preservados dentro da zona urbana. E realiza trabalhos de educação ambiental com alunos da rede pública e privada, nas escolas e em trilhas ecológicas.

FAÇA SEU COMENTÁRIO